Restaurante da Dona Tété em São Tomé

Era o primeiro dia na Ilha. Chamámos um táxi dum amigo do Cau para nos levar ao restaurante da Dona Tété.

Restaurante D. Tété

Era perto apanhamos a marginal, viramos à direita, outra vez à direita e de repente estávamos num caminho de terra lavrada que não dava para acreditar. O carro de metro a metro batia por baixo, a noite estava cerrada, a certa altura ainda me passou pela cabeça que Abdul nos levasse para algum ermo para nos “fazer a folha”. Mas não! Lá fomos nós, agora por uma rua de casas com uma vala à direita, mais um bocado e paramos.

DSCN1374

Do lado de lá da vala, havia um muro com uma luz da parte de trás e uma porta semiaberta na dúvida ainda perguntei ao homem do táxi se era mesmo ali. Optimista como sou já estava a ver o táxi a ir embora e eu ter que voltar a pé sem jantar.

DSCN1421

Mas não era mesmo ali, atravessamos uma pequena ponte, passamos a porta e entrámos num espaço relvado com mesas, o restaurante e a cozinha eram num espaço aberto com telhado e um muro à volta. Ainda era cedo mas já estava cheio, a nossa mesa estava marcada pelo Cau e ficámos muito bem.

Carta não havia, a oferta era curta. Começamos por uma salada de Búzios do Mar grelhados de entrada muito bem temperada.

Restaurante da D. Tété em São Tomé

A seguir veio um Choco grelhado cortado às tiras, muito saboroso e depois uma posta de Peixe Andála e Barriga de Barracuda. O molho era sempre o mesmo mas o peixe era muito bom, fresquíssimo, muito bem grelhado.

Restaurante da D. Tété em São ToméDSCN1387Restaurante da D. Tété em São Tomé

A acompanhar havia fruta-pão e legumes cozidos com banana frita.

Acabamos com uma Mousse de Maracujá muito boa.

Restaurante da D. Tété em São Tomé

Para beber? Cerveja nacional! Rosema que vem engarrafada sem rótulo.

DSCN1378

Este foi o único restaurante onde fui duas vezes, um dos melhores da Cidade de S. Tomé!

DSCN1388