No sábado à noite fui beber uma imperial à Taberna da Paula. Além da imperial, que rapidamente se transformou em três imperiais, comi uma Chamuça acabada de fritar e uns amendoins a seguir. Entretanto apareceu um casal que a Paula tratava por “irmãos” mas que deu logo para perceber que não eram Portugueses. Eram espanhóis, e tinham aberto uma taberna de tapas na Ericeira onde antes funcionava uma tasca, a meio caminho entre as praias do Sul e do Norte. Já lá tinha passado algumas vezes à porta e tinha gostado do aspeto, mas pareceu-me um espaço muito pequeno. Afinal não era!

A Paula lá tratou de nos apresentar! Entre imperiais fiquei a saber que tinham resolvido mudar de vida, largar o que faziam em Leon e vir para Portugal. Por sorte descobriram a Ericeira.
E em boa hora!

O Martin de Valladolid na cozinha e a Cristina de Leon nas mesas, ou será o Martin de Leon e a Cristina de Valladolid? Enfim, seja como for eles têm um serviço quase perfeito!
Das tapas, comemos quase todas. Acabei por experimentar até uma de Morcela com Queijo de Cabra, (e Eu não gosto de Morcela)! Provei e gostei. As Morcelas de Leon são célebres! Até os meus netos, que às vezes têm dificuldade em provar coisas novas, acabaram por comer de tudo! Para beber, veio água, vinho verde português e umas imperiais Estrella Galicia que Eu adoro!
Para acabar, na brincadeira, perguntei à Cristina se havia algum doce de jeito. Como resposta, veio um Brownie de chocolate com um Figo cozido em vinho por cima! Foi uma verdadeira surpresa. Gostei mesmo!

Vou voltar e aconselhar os meus amigos a passarem por lá!

O preço foi justo!!!

Obrigado à Cristina e ao Martin por terem vindo para a Ericeira.

Boa sorte!