Sopa da caldeirada, dos restos da outra caldeirada

251

A minha história com as caldeiras não fica por aqui. Ainda sobre elas, nomeadamente sobre a caldeirada do Zé Avelar, no dia seguinte a ter sido servida e ter sobrado tenho o trabalho mais aborrecido e minucioso de sempre. Escorro todo o caldo, e depois com as mãos retiro as batatas que sobraram, as peles e as espinhas do peixe, deixando ficar o tomate, a cebola e acrescentando mais um pouco de coentros e hortelã para fazer uma bela sopa da caldeirada.

Sopa da caldeirada

Deite uma parte do caldo numa panela com outro tanto de água, ponha ao lume, quando ferver deite a massa a cozer, deixando-a ainda um pouco rija. À parte aqueça o resto do caldo com o peixe, quando levantar fervura, apague e junte com a massa!!!

É de comer e chorar por mais. E para acompanhar outro vinho branco, talvez um Alvarinho.

Sopa da caldeirada

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Like
Fechar
© Desenvolvido por Armazém 3. Desenhado por Grafe Publicidade Copyright 2021. All rights reserved.
Fechar