Caldo verde

49

Desde miúdo que me lembro dos comentários do meu pai à minha mãe sobre o caldo verde que ela fazia, era um creme e não um caldo, ele passava-se. Mas eu adorava, e foi assim que aprendi a gostar do caldo verde cremoso! Sem chouriço!
Esta foi outra moda que apareceu há alguns anos, o chouriço! Primeiro, uma rodela crua no final, depois, o chouriço a cozer logo no início, deixou de saber às couves e à batata, passou a saber a só a chouriço. Nas tascas, é quase sempre assim, com chouriço.
Antigamente muita gente, mais pobre que não tinha azeite usava uma bola de gordura de porco a que chamavam unto e que mergulhavam na sopa pendurada numa guita, que depois retiravam para dar para mais sopas.

Caldo verde

Numa panela ponha as batatas, a cebola, os alhos e água 2 dedos acima, quando as batatas estiverem cozidas passe tudo com uma varinha, se o creme estiver muito espesso deite um pouco de água, o sal e o azeite, quando levantar fervura deite as couves e apague o lume.

DSCN2035

DSCN2041

DSCN2044

DSCN2053
Está pronto! Como já disse, gosto do caldo verde sem chouriço e assim a comi.
Desta vez lembrei-me que havia quem deitasse broa de milho na sopa, torrei-o cortado em quadrados e juntei-o à sopa, ficou muito bom!!!

DSCN2150

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Like
Fechar
© Desenvolvido por Armazém 3. Desenhado por Grafe Publicidade Copyright 2021. All rights reserved.
Fechar